PROJETO ARTE NO MURO 2016

Copia-2-de-SERENAR_2268_670.jpeg

Gabriel Pessoto, Serenar, 2016. Pintura sobre muro, aprox 2,9 x 14 m
assistente: Michel Degas

A obra “Serenar”, do jovem e talentoso artista Gabriel Pessoto, pode ser vista como metáfora do amor entre o rio e a cidade. Através de uma experiência corporal, dois homens que se entrelaçam na penumbra de um leito levam-nos a imaginar uma narrativa poética, na qual o corpo escuro e denso poderia ser o rio, enquanto o corpo iluminado e disperso, a cidade. Porém, esta cena delicada, de atmosfera tranquila e sensual, tem à espreita a realidade do muro, que é um firme símbolo da separação e parece se fazer lembrar, o tempo todo, no predomínio dos tons sóbrios da composição artística. Apesar desta iminência parda, a experiência anterior do artista no campo da produção audiovisual confere a esta pintura uma espécie de linguagem “CinemaScope”, que liberta a imagem ao longo de toda extensão da tela, transformando o corpo do casal em uma acolhedora e idílica paisagem. 
André Venzon

IMG_1029_670.jpeg

Promovido pelo Santander Cultural, dentro da programação de seus 15 anos e durante a semana de comemorações dos 244 anos de Porto Alegre, o projeto ARTE NO MURO reunirá no sábado, dia 2 de abril de 2016, 30 artistas em uma intervenção simultânea ao longo de 450 metros do muro do cais do porto, localizado na Avenida Mauá, em Porto Alegre. Com o tema A Cidade e as Pessoas, a intervenção tem curadoria do artista visual André Venzon e produção de Andréa Costa, diretora da Pubblicato, empresa que também assina o design e a execução do projeto.

Artistas e Coletivos que participam do projeto:
Acervo Independente, Associação Chico Lisboa, Bruno Borne, Carol W, Claudia Sperb, Cristiano Kunze, Estúdio Hybrido, Fernanda Valadares, Frantz, Gabriel Pessoto, Geraldo L. Markes, Guilherme Moojen, Gustavo Freitas, Helena D’Ávila, Kelvin Koubik, Kira Luá, Marcelo Chardosim, Marcelo Pax, Mariana Riera, Marilice Corona & Studio P, Nelson Wilbert, Patrick Rigon, Ricardo André Frantz, Richard John, Roberto Ploeg, Sandro Ka, Theo Felizzola, Tridente, Xadalú e Zoravia Bettiol.